Câmara de Ponto Novo reprova as contas do ex-prefeito Tiago Venâncio, que fica inelegível por 8 anos

Em sessão plenária nesta quarta-feira (20), a Câmara Municipal de Ponto Novo reprovou as contas do ex-prefeito do município, Tiago Venâncio (PT), referente à gestão de 2019.

Votaram a favor das contas: Arnóbio de Bezerras, Bujão e Nel Maia.

Votaram pela reprovação: Arnóbio Carneiro, Carlos do Trator, Dinho do Remédio, Nelo Alves, Michel Jonathan, Robertinho, Vida e o presidente Zé da Boate.

A votação da pauta a favor da reprovação das contas do ex-gestor teve o placar de 8 a 3 entre os vereadores.

Com esse resultado, o ex-prefeito se torna inelegível por 8 anos, deixando Tiago Venâncio fora das futuras disputas eleitorais.

Desde o ano de 2016, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que, para ficar inelegível, um prefeito precisa ter suas contas de governo rejeitadas pela Câmara de Vereadores, desta feita, a Justiça Eleitoral impede de ser eleito, com base na Lei da Ficha Limpa, o prefeito que tiver a contabilidade reprovada pelo legislativo municipal.

Antes da votação em plenário a comissão de finanças da Câmara Municipal já havia dado um parecer desfavorável ao ex-gestor, opinando pela reprovação das contas de 2019.

O ex-gestor esteve com advogados fazendo o Uso da Tribuna, a reunião legislativa foi bastante polêmica e a Casa Legislativa lotada.

A Comissão da Câmara em sua maioria justificou os quesitos que levaram a reprovação, entre eles a falta de repasses ao Instituto de Previdência de Ponto Novo (IPPN).

*Fonte: Agência DC*

 

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password